os textos aqui apresentados são redigidos em desacordo com o Acordo Ortográfico #AO90







domingo, 10 de fevereiro de 2008

no mínimo (2)

E o respeito? Pela diferença, essencialmente.

Por isso gosto tanto de ir a Lisboa. De metro. Sair na Baixa e passear-me por ali a ver as montras, os edifícios, as pedras da calçada, as novidades novas e as pessoas. Tanta gente. DIFERENTE!

Roupas diferentes, acessórios diferentes, cabelos diferentes... olhares e vidas diferentes. Não, não quero aqui manifestar-me pela ditadura da diferença. Mas dizer que a prezo muito. E que me «irritam» os olhares avessos à diferença.

Não falo sequer em noções de bom gosto, porque a diferença exterior nem sempre é manifesto de uma diferença interior. De alma. De estado de espírito perante as coisas.

As máscaras tiram-se e põem-se facilmente.

(continua...)

1 comentário:

calminha disse...

essencial o respeito a diferença, mas todos temos mesmo de nos examinarmos bem se somos diferentes e se aceitamos as nossas e diferenças dos outros.um bj