os textos aqui apresentados são redigidos em desacordo com o Acordo Ortográfico #AO90







domingo, 25 de julho de 2010

The Inception

A pergunta que se impõe: porquê traduzir «the inception» por «a origem»?


Adiante.

O Sr. Nolan habituou-nos a grandes filmes. Memento é brutal, O Cavaleiro das Trevas não lhe fica atrás.
O trailer do filme que consta com estrelas como Michael Caine e DiCaprio, Ellen Page, Joseph Gordon-Levitt, Ken Watanabe, é sugestivo q.b. para ficar com a pulga atrás da orelha. Eu fiquei; aliás era todo um ninho de pulgas!
E quando a TAKE Magazine se propôs a oferecer bilhetes para a ante estreia, não hesitei em participar no passatempo. E apesar das peripécias até obter o convite duplo junto das bilheteiras (deuses, não gosto nada do UCI El Corte Inglês), lá me sentei na cadeira, na expectativa de perceber que mundo era esse em que se podiam partilhar sonhos.
Parece até muito simples: vamos entrando nos níveis de sonho, de forma estupidamente consciente. Apetece chamar o Freud e dizer, hey, analyze this!
Não vou aqui tecer grandes considerações sobre o argumento, a história, até porque não gosto de estragar surpresas a ninguém, especialmente aos três leitores assíduos deste espaço (e estou a contar comigo).

Misticismo tecnológico, níveis de realidade, icebergues profundos.

É entrar, senhores. É entrar!



Nota: e actores giros, pah! GOSTO!
 
 

imagem retirada DAQUI

2 comentários:

Gingerbread Girl disse...

Foi F A N T Á S T I C O !! Cªralhºººººººººººººº!

lady.bug disse...

told you!

**