os textos aqui apresentados são redigidos em desacordo com o Acordo Ortográfico #AO90







segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Gosto de coisas com nomes ambiciosos.

Mas preferia que a realidade correspondesse a esse nome. Fui fazer um «ritual de massagem do mar», num centro de spa e estética.
E imaginei que a experiência seria assim fantástica e massajante… com óleos que cheiram a maresia e gaivotas como pano de fundo.
Na verdade, havia passarinhos a fazer piu piu piu e as toalhas eram verdes e azuis. Fazia lembrar o mar. Mas o «ritual» consistia em:

- deitar-me numa manta quente e ser envolvida por um esfoliante;
- ficar na manta quente durante 45/50 minutos
- sair da manta quente e tomar um duche
- voltar para a marquesa e aplicarem óleo de amêndoas doces.

Nem mar, nem massagem. Ok, houve ali uma espécie de ritual.

Sim, foi agradável. Mas o nome está um pouco distante da realidade das coisas.

Ok, tudo certo, é uma questão de gestão de expectativas.

Irrra, vou calar-me, mazé.
 

2 comentários:

Catarina Reis disse...

Provavelmente o nome "ritual de massagem do mar" era apenas um convite à imaginação.
Beijos

Quentes e Boas disse...

eu, tal como tu, tb iria imaginar mais...
e ia dizer: só isto??? cadê a minha massagem? ainda por cima oleo de amendoas doces... falta de imaginação!

enfim... depois de ter visto uma massagem reiki, com envolvimento de chocolate, anti-celutite e emagrecimento... já acho que tudo é possivel! (infelizmente!)

C