os textos aqui apresentados são redigidos em desacordo com o Acordo Ortográfico #AO90







sábado, 19 de março de 2011

E não se pode matá-los?

A ideia da peça é genial: um espaço com várias zonas de acção, nas quais espectadores e actores se misturam e se confundem. E não se pode matá-los?


A humanidade nunca conheceu tamanho avanço tecnológico (e a factura que se paga por isso é cara, não é Japão?). E também nunca conheceu tantas formas de violência. E tanta violência, motivada por tanta coisa. E não se pode matá-los?

A peça presente no Teatro A Comuna apresenta-nos relatos de violência(s) de uma forma «violenta»: o espectador está dentro da acção e pode rir, chorar, lamentar, abanar com a cabeça, agradecer de mão dada com o Carlos Paulo e (no meu caso) levar uma beijoca desse grande actor.

Não percam. Ainda por cima, às quartas-feiras o bilhete custa apenas cinco euros. Sim, fica mais barato do que ir ao cinema.

Aconselha-se calçado confortável.
 

info: Comuna

Sem comentários: