os textos aqui apresentados são redigidos em desacordo com o Acordo Ortográfico #AO90







terça-feira, 5 de abril de 2011

nas suas palavras

«A verdade é que, como qualquer um de nós, habituei-me ao nome que tenho. Devo dizer que estou muito agradecido ao tal oficial do registo civil que decidiu por conta própria - e não porque estivesse bêbedo, como dizia o meu pai - o meu nome.  O meu pai tinha todo o direito a gostar ou não gostar. Efectivamente não gostava muito da alcunha da família dele, a minha família paterna. Tanto assim que, chamando-se José de Sousa, unicamente, ele quis que eu me chamasse também José de Sousa. Mas não o formulou com clareza suficiente. Isso foi o que levou o senhor Silvino, assim se chamava, a acrescentar, por sua conta e risco, a alcunha da família. E eu agradeço-lhe muito. Porque, se eu vinha a ser escritor, tenho que dizer que não usaria, como escritor, o nome de José de Sousa.»
José Saramago nas suas palavras



O meu avô paterno chamava-se António Saramago. Mas eu sou Sousa. Tenho o nome de família e não a alcunha. E às vezes gosto do que escrevo. 


Sem comentários: