os textos aqui apresentados são redigidos em desacordo com o Acordo Ortográfico #AO90







quarta-feira, 2 de novembro de 2011

isto não é um filme | estreia a 3 de Novembro



«Micky é o cão da vizinha do segundo andar, do prédio de Pahani, cuja presença se revela insuportável. De tal forma, que ninguém quer tomar conta dele, nem que seja por apenas dois minutos. Conhecemos Micky no documentário de Pahani que nos revela alguns momentos da vida do realizador, enquanto aguarda a resposta ao recurso da sentença que o condenou a seis anos de prisão e a vinte anos de proibição de filmar ou escrever argumentos.
Nesse documentário, Pahani conta-nos a história de uma pequena actriz, Mina, que a meio de um momento de representação grita: “eu já não estou a representar”. Mina está a ser filmada num autocarro e exige que este pare e que a porta seja aberta para sair. “Isto não é um filme” é o momento em que Pahani, tal como Mina, faz parar a cena, ao tornar a sua prisão domiciliária num momento de criação daquilo que não pode existir: um filme realizado por si. O governo iraniano esquece-se que nem sempre aquilo que pode existir coincide com aquilo que existe. Pahani cria uma brecha de existência entre o que pode ser e aquilo que é, dando vida à contradição de liberdade que se respira entre quatro paredes.
Voltemos a Micky. O cão que representa aquilo que é não devia ser. É o regime que amarra os seus cidadãos e os impede de criar, criticar e ser. Micky é um cão irritante que ninguém suporta, mas que todos conhecem. É um cão a que alguns fazem frente. Como Pahani e Mirtahmasb.»

leia o resto do artigo AQUI
[o meu 1º artigo sobre cinema | Rua de Baixo]

Sem comentários: