os textos aqui apresentados são redigidos em desacordo com o Acordo Ortográfico #AO90







terça-feira, 1 de novembro de 2011

Safira

conheci a história da Safira na revista Visão. no domingo passado a SIC fez da luta dos seus pais pelo direito a um tratamento alternativo o tema da Grande Reportagem.

o que fica? a ideia de que hoje a informação está em todo o lado e os médicos não podem considerar-se os donos da verdade. os médicos podem ser questionados. e têm que ter abertura suficiente para esse confronto. a medicina convencional é convencional porque alguém convencionou que assim fosse ponto final. não é A resposta. não é DONA das respostas. há demasiados interesses. as farmacêuticas. a pressão.

«Joana, o teu pâncreas produz insulina a mais, digamos assim. é um problema inverso ao dos diabéticos. e a diabetes, sim, traz dinheiro à indústria, para casos como o teu não há resposta química porque não compensa o esforço.»

e o caso daquela rapariga que ganhou uma esclerosa múltipla à conta de uma vacina contra a hepatite B. sim são raros os casos, mas então a raridade aconteceu. e como é que a medicina convencional reage? pronto, aconteceu.


«Joana, como se tem sentido? Ah Dr, desde que comecei a fazer acupunctura as vertigens diminuiram. Ah sim, dizia ele, a acupunctura é bom para relaxar. Não Dr, eu entrei na clínica de acupunctura agarrada às paredes e saí de lá, no 1º tratamento, sem necessidade disso.»

conheço inúmeros casos em que as medicinas alternativas funcionam. talvez porque são feitas a pensar num dado indivíduo e não num conjunto de pessoas sem rosto. talvez não, isso faz TODA a diferença. e sim, o estilo de vida dos pais da Safira tem muita influência na forma como encararam a doença e procuraram outras soluções.

fui acompanhando a Grande Reportagem SIC no twitter. impressionei-me com alguns comentários. que os pais seriam loucos, que aquilo era esoterismo new age, que foi um capricho... mas eu só consegui ver ali uma família lúcida, feliz, consciente e que tomou uma decisão difícil, em nome da Safira.


fotografia retirada do site da SIC

Sem comentários: