os textos aqui apresentados são redigidos em desacordo com o Acordo Ortográfico #AO90







quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Team Coletinho de Lã ou Team Camisolinha Interior

Há um momento que não faz parte dos compêndios (nem sequer do Borda d’Água) e que dita o início do Inverno. A maioria de nós pode nem se aperceber disso, mas ele acontece e é momento de inauguração oficial pelos lares do nosso Portugal. A par da colocação do Pai Natal ou do Menino Jesus na varanda, pode mesmo afirmar-se que é um momento altamente esperado por quem o pratica.

De um lado, a Team Coletinho de Lã. Ai ai ai coitadinho de mim eu tenho frio e não sei como colmatar a falta. E lá pega ele naquele casaco-sem-mangas que é o colete de lã e que (Freud explicaria isto, certamente) serve para substituir coisas que não se tem, coisas que confortam a alma e que fazem com que muitos de nós não usem o coletinho. Coisas que às vezes envolvem encontros com pinguins. 

No outro lado, a Team Camisolinha Interior. E a alegria que é partilhar com o mundo que já se tirou a camisolinha da gaveta, hum? Um momento altamente termotebe, altamente anos 90 (?) e que aguarda pela chegada do frio para ter lugar. Também aqui, existe falta de qualquer coisa, mas é uma coisa mais existencial, certamente, daí a camisola pegada ao corpo.

Mais para fora ou mais para dentro, os adeptos destas TEAM pautam-se por uma postura de inquirição perante a vida dos outros: como é que é possível que os outros sobrevivam sem o coletinho ou a camisolinha e, ainda assim, convivam com pinguins? Hum? Como é que eles suportam o frio? E ficam sem resposta e com ar de cachorrinho abandonado nº 33, embrulham-se nos coletinhos e nas camisolinhas à espera que o mundo lhes sorria, sem nunca dar o 1º passo que é sorrir primeiro. 

Sem comentários: