os textos aqui apresentados são redigidos em desacordo com o Acordo Ortográfico #AO90







quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Drive


Ainda não vos falei do Ryan Gosling, perdão, do Duplo Risco. Drive. Nem da banda sonora que faz pam pam a rodos com a história, nem da história que é simples e encantadora. Há um ou outro momento Tarantino. Mas toda aquela envolvente serve para nos lembrar que às vezes, quando estamos tão perto de ser quem somos, as coisas correm mal. E isso dói. Ainda não vos tinha falado desta dor, pois não. Ela existe.
 

2 comentários:

TAB disse...

Ai mulher, tás tão profunda!

lady.bug disse...

culpa do Ryan!